engenharia, engenharias, vaga para engenheiro

engenharia, engenharias, vaga para engenheiro

engenharia, engenharias, vaga para engenheiro

engenharia, engenharias, vaga para engenheiro

Processo eleitoral pela internet. Mas por que só agora?

Quando se trata da palavra Engenharia, automaticamente pensa-se em grandes construções, inovação, tecnologia, invenções, ousadia, criação, entre outras palavras que remetam à visão de progresso. Porém nem sempre se vê isto dentro do próprio órgão que fiscaliza e regulamenta as áreas de engenharia.

Enxergamos, além da falta de tecnologia, como vimos em CREAs pelo Brasil, que nem sequer um sistema de backup de arquivos existia em seus servidores, colocando em risco o acervo técnico e informações importantes de profissionais caso acontecesse algum acidente. Além disso, é muito difícil aceitar que qualquer organização que tenha em si o conceito de Engenharia fique para trás em quesitos tecnológicos, seja ela qualquer tipo de Engenharia.

Fato é que nas últimas eleições, em outubro de 2020, o Engenharias.Org realizou uma live para provar que seria possível o pleito eleitoral de forma online, convidando profissionais de ponta, incluindo um dos criadores dos aplicativos dos bancos Santarder e Inter, dois profissionais especializados em segurança da informação e dois professores especializados em infraestrutura e TI das universidades de maior nome do Brasil como UFRJ e Instituto Infnet.

[[{"fid":"614","view_mode":"default","fields":{"class":"media-element file-default media-wysiwyg-align-center","data-delta":"1","format":"default","alignment":"center","field_file_image_alt_text[und][0][value]":false,"field_file_image_title_text[und][0][value]":false,"external_url":"https://chat.whatsapp.com/I5GkoRf0atlGmqDqHgj6RY"},"type":"media","field_deltas":{"1":{"class":"media-element file-default media-wysiwyg-align-center","data-delta":"1","format":"default","alignment":"center","field_file_image_alt_text[und][0][value]":false,"field_file_image_title_text[und][0][value]":false,"external_url":"https://chat.whatsapp.com/I5GkoRf0atlGmqDqHgj6RY"}},"attributes":{"class":"media-element file-default media-wysiwyg-align-center","data-delta":"1"}}]]

 

Nesta live foi provado que haveria tempo hábil e uma economia de milhões no desenvolvimento de um sistema limpo que todos poderiam participar de forma segura (até mesmo por conta da pandemia). Só que tudo foi em vão, pois o sistema CONFEA/CREA já teria definido as eleições de acordo com a sua autopreservação, ignorando os especialistas.

Agora, o sistema de vangloria de ter aprovado e colocado para funcionar um sistema de eleições online, como pode ser visto clicando aqui, quando na verdade agora os profissionais não sabem se é uma promessa sendo cumprida ou mais uma estratégia de autopreservação. 

Caso seja uma promessa cumprida, o que esperamos que seja, poderia ser o fim da formação de estratégias políticas de troca troca de benefícios e um sistema mais limpo. Basta saber como o sistema pretende incentivar a participação mais efetiva dos profissionais.

O que podemos dizer por hora é que a pressão funcionou e foi dado o passo que os profissionais esperavam há bastante tempo. A partir de agora a responsabilidade foi passada efetivamente para as nossas mãos e quanto a isso, podemos comemorar.

Mas eu gostaria de saber a sua opinião em relação a este assunto. Você pode opinar tanto nos comentários abaixo ou participando da enquete clicando aqui

Um grande abraço e até a próxima.

 

469 visualizações

Olá, você só poderá enviar comentários quando se registrar ou realizar seu login.