Engenheiro brasileiro inventa fogão que converte a radiação solar em calor

25/03/2021 - 16:14

No laboratório do Curso de Engenharia Mecânica da UFRN -Universidade Federal do Rio Grande do Norte, os pesquisadores usaram a criatividade para criar um fogão solar! O forno foi idealizado pelo engenheiro Mário César de Oliveira Spinelli, de 31 anos, e é feito MDF, uma chapa com fibras de madeira, espelhos e uma placa de metal, combinação de resina sintética com malha de ferro.

Veja tambem:

O professor Luis Gilherme Mera de Suza, responsável pela coordenação do laboratório, estuda a energia solar há décadas e disse que o eco-forno desenvolvido pela UFRN pode substituir os tanques de gás. O equipamento utiliza apenas sucatas, espelhos e outros materiais de baixo custo em sua estrutura. O resultado é um sistema que converte a radiação solar em calor, criando um efeito estufa, onde o calor é usado para aquecer água, cozinhar, secar ou assar alimentos. Veja publicação cientifica aqui.

Nos últimos 12 meses, o preço do botijão subiu muito, superando a inflação, prejudicando 40% da renda familiar. O custo total do forno solar é de R $ 150, o que equivale ao volume de enchimento de cerca de dois botijões. Em uma hora e meia foram assados ​​9 bolos por vez e apenas a energia solar foi captada pelo equipamento. Um forno tradicional é 20 minutos mais rápido, mas não tem tantas bandejas de cozimento.

Durante a fase de testes, diversos alimentos foram assados, como pizza, bolos, lasanha e até empanados. O resultado é satisfatório. Os pesquisadores apontaram que em países africanos e asiáticos, os governos incentivam as pessoas a usar fogões solares para reduzir o consumo de lenha e os efeitos nocivos ao meio ambiente.

No Brasil, se o país investe em pesquisas de tecnologia social, o produto pode ser produzido em larga escala. Mas a pesquisa realizada apontou certo tipo de insatisfação política, industrial e até acadêmica. Pesquisadores afirmam que outro fardo do setor é a falta de incentivos. Ele garantiu que o financiamento do projeto viria dos próprios salários e bolsas de pesquisa dos alunos. Segundo o professor Luiz Guilherme, a energia solar é uma fonte de energia social rica e renovável porque é usada por todos e não vai acabar.

 

 ESTAMOS CERCADOS POR PESSOAS HORRÍVEIS - Profissionais de engenharia que fazem questão de sua soberba a favor de si mesmos.

Compartilhe

Você precisa estar cadastrado para enviar comentários.
Clique aqui e cadastre-se.