O mercado da Construção Civil está mesmo aquecido? Aonde?

O mercado da Construção Civil está mesmo aquecido? Aonde?

17/01/2020 - 22:52

2020 será realmente o ano em que a Construção Civil vai decolar? O mercado imobiliário realmente está otimista para novas construções? Muitas perguntas para poucas respostas, não é mesmo?

Pode ser que sim, mas saiba que dados valem mais do que meras expectativas, e que ganhos passados não são garantia de ganhos futuros!

Pensando nisso, e para ficar mais fácil seu entendimento, abaixo segue alguns dados que foram coletados no final do ano de 2019:

  • Até outubro, mais de 81 mil unidades foram lançadas. O volume foi 6,8% superior ao registrado no mesmo período de 2018.
  • As vendas de novas unidades habitacionais cresceram 9,8% em comparação com o ano anterior, segundo a Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias).
  • Só no mês de outubro, mais de 3 mil novas unidades residenciais foram vendidas – 23,2% a mais que o mesmo mês de 2018.
  • Os efeitos são sentidos na bolsa de valores. Segundo dados da Economática e do jornal O Estado de S. Paulo, o setor de construção foi o que teve maior retorno (105,8%) na bolsa no ano passado. Os papéis superaram os setores do petróleo e gás (66%), energia elétrica (51%), comércio (40,5%) e intermediários financeiros (20%).

 

Onda de Investimentos Imobiliários

Para 2020, a previsão é que ao menos cinco construtoras residenciais façam ofertas iniciais de ações na bolsa de valores. Juntas, devem movimentar em torno de R$ 5 bilhões. As companhias buscam energias para acelerarem seus próximos lançamentos.

As construtoras Moura Dubeux e Mit, puxadas pelos juros mais baixos que facilitam financiamentos, já pediram registro para realizarem oferta de ações na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Um passo antes, e no mesmo caminho, estão Kallas, Cury e You,Inc. As empresas já contrataram sindicatos de bancos para coordenar os processos esperados para o segundo semestre.

 

Mas você pode estar se perguntando: Mas Matheus, é hora de investir no setor? 

É necessário calma, são dados estatísticos! Mas já vemos avanços do setor e novas vagas de emprego surgindo, mesmo que poucas inicialmente, isso já quer dizer que o mercado está começando a se movimentar! E claro, o cenário é positivo, mas especialistas alertam que muitas das ações de construção podem já ter atingido seu preço de equilíbrio, no que se diz respeito ao valor dos imóveis. Na visão do coordenador do laboratório de finanças do Insper, Michel Viriato, “para quem está começando no mercado é sempre melhor acessar esses ativos por meio de fundos”.

Leia também: Construção Civil vai decolar em 2020! Saiba o porquê!

  • Matheus Querse
    Professor
    Engenheiro
    Engenheiro Civil, especialista em Gerenciamento de Obras, Qualidade e Desempenho da Construção pelo IPOG. Apaixonado por negócios, empreendedorismo, startups e networking, aonde atua como Diretor de Negócios no Portal Engenharias.Org e sua vertente EngBiz, e como Diretor de Operações na ConstruPlay, plataforma de Educação Online para Construção Civil. E é só o começo!